O conceito Kaizen.

coaching

Olá, caro (a) leitor (a)!

No post de hoje vamos falar sobre um elemento da qualidade no local de trabalho. Mas que arrisco em dizer que o conceito Kaizen também pode ser aplicada a nossa vida pessoal também.

Vamos ao texto? Boa leitura!

O Kaizen é acima de tudo uma filosofia de vida do povo japonês.  Significa aprimoramento contínuo.

Como toda Filosofia, ela penetra em todos os grupos sócios da nação, começando pela família, passando pelos locais de trabalho, de ensino e de lazer, entre outros, e terminando no próprio Estado.

O Kaizen, na prática, está orientado para o processo que envolve homens. Vê-se, em consequência, que a Administração Japonesa está basicamente voltada para o comportamento humano. Não podemos esquecer que nenhuma atividade terá sucesso se o homem não estiver preparado. No Japão, o Kaisen, é um sucesso, tendo em vista a cultura milenar de seu povo, que tem como alicerces principais a sua religiosidade e o fato de todos os grupos sociais se considerarem uma família. Isto gerou uma mentalidade nacional.

Admitir-se que uma organização está perfeita é iniciar o seu processo de “suicídio”. É totalmente equivocada  a idéia popular de que “em time que se ganha não se mexe”. O Kaizen procura resolver os problemas de instituição formando uma cultura na organização, de modo que todos possam admitir livremente essas dificuldades, desde o presidente até o mais humilde colaborador. Na verdade, em termos de qualidade não pode haver o “mais ou menos”, é o não é, tem ou não tem. Não se pode ficar em “cima do muro”, não pode haver 95%, é preciso 100% em todas ás vezes.   Isto implica num esforço constante para oferecer produtos melhores a preços menores, bem como a permanente melhoria nos sistemas e procedimentos internos.

Falamos, acima, que o Kaizen está voltado para o processo. Ora, não podemos dissociar pessoas do processo, se queremos aprimorar este, temos que também aprimorar o elemento humano que ele participa. No entanto, quando falamos em aprimoramento, não estamos referindo-nos apenas a treinamentos. Estamos falando em algo mais, que é reconhecer esforços feitos, interesse, dedicação, pontualidade, assiduidade, auto-aprimoramento, espírito de cooperação etc.

Tipos de aprimoramento:

Existem dois tipos de aprimoramento:

Kaizen: pequenos melhoramentos em esforços contínuos;

Reengenharia ou Inovação: Que são melhoramentos drásticos, incluindo muitas vezes novas tecnologias ou equipamentos.

A administração Japonesa dá prioridade ao Kaizen, embora considere importante a Invasão e Reengenharia. Mesmo assim, esta requer para sua consolidação, a aplicação do Kaizen, pois está provado que qualquer inovação ou reengenharia ao ser implantada, fica abaixo do nível esperado.

No Ocidente, em geral, o aprimoramento exclui o elemento humano, limitando-se quase que exclusivamente aos aspectos técnicos. Além do mais, as empresas pensam apenas na manutenção e na inovação, sendo que esta é normalmente imposta pelo mercado ou concorrência.

No tocante á manutenção, cabe ressaltar a afirmativa japonesa de que as piores empresas são as que não fazem nada, a não ser manutenção.

E para finalizar gostaria de deixar uma frase para reflexão: “Não é o mais forte que sobrevive. Nem o mais inteligente. Mas o que melhor se adapta as mudanças. “( Charles Darwin).

Que possamos fazer a diferença não só em nossos trabalhos, mas também em nossas vidas!

Bom começo de mudança!

Por Lumara Diniz.

Referencia e inspiração: ALVAREZ, Maria Esmeralda Ballestero. Administração da qualidade e da produtividade: abordagens do processo administrativo. São Paulo: Atlas, 2001.

Imagem: Google Imagem.

2 thoughts on “O conceito Kaizen.

    1. Olá Maria, bom dia!

      Obrigada pelo comentário!

      Verdade! E são mudanças para melhoria. E esse conceito traz grandes melhorias. Bom, é só olharmos para os japoneses.

      Paz e Luz,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *